Porto Business School lança programa de aceleração no norte do país

Chama-se “Faststart Porto 2017” e é o novo programa de aceleração de startups que oferece ideias, financiamento e mentoria a empreendedores do norte de Portugal.

A ser apresentado na quarta-feira, dia 5 de abril, o Faststart Porto 2017 é o primeiro programa de aceleração de startups que resulta de uma parceria entre a Porto Business School, a Startup Discoveris, a Universidade do Porto e a Fábrica de Startups.

Com lugar marcado nas instalações do Porto Business School, pelas 18h30, este programa visa promover o empreendedorismo no norte de Portugal, através da criação e apoio prestado a equipas de empreendedores. A iniciativa prevê que, ao longo de três meses, os seus participantes vejam as suas ideias de negócio nascerem ou crescerem.

Para o efeito, além de um programa para construção e validação dos respetivos modelos de negócio e de um espaço para incubação na Porto Business School, os participantes do Faststart Porto 2017 poderão receber um financiamento de até cem mil euros, 20% da startup desenvolvida, e a oportunidade de acederem aos melhores formadores e mentores.

Entre maio e julho, serão realizados 12 bootcamps de formação e sessões de trabalho e mentoria, durante os quais os empreendedores irão acessar a formadores e mentores, seguindo a metodologia FastStart, promovida pela Fábrica de Startups.

No final do programa, será realizado o pitch day, em que cada equipa irá apresentar a sua ideia de negócio. Posteriormente, até quatro das equipas participantes poderão transitar para um programa de crescimento, o Fastgrowth Porto, tendo a oportunidade de desenvolver a sua startup e aumentar a tração ao longo de nove meses, beneficiando de apoio adicional para o efeito.

As candidaturas ao programa são individuais, sendo que o programa está apto a acolher até seis equipas. São exigidas 20 horas semanais, um bom nível de inglês e vontade de desenvolver uma ideia de negócio na área web e B2B (SaaS), disponibilizada e previamente validada por um grupo de especialistas.

Para mais informações, os interessados podem consultar o site oficial do programa de aceleração.

 

Mais notícias
PUB
PUB
PUB