Pharol e BCP animam bolsa nacional

As praças europeias negoceiam esta quinta-feira em terreno positivo, a prolongar os efeitos das palavras de Janet Yellen ontem nos EUA. O mercado petrolífero segue em queda.

Cristina Bernardo

O índice de referência nacional negoceia esta quinta-feira com ganhos ligeiros, num dia positivo para as bolsas europeias. O PSI 20 avança 0,26% para 5.228,80 pontos, registando a quarta sessão consecutiva em terreno positivo, com 11 cotadas no verde e oito no vermelho.

A liderar os ganhos no PSI 20 estão as ações da Pharol, que avançam 4,82% para 0,348 euros. No retalho, a Sonae sobe 0,72% para 12,625 euros por ação, enquanto a concorrente Jerónimo Martins ganha 0,35% para 17,445 euros.

Entre os ‘pesos-pesados’, destacam-se ainda as ações do BCP, que valorizam 0,62% para 0,245 euros. Na energia, a EDP sobe 0,34% para 2,911 euros.

Em sentido contrário, a EDP Renováveis desliza 0,32%. A Galp Energia cai 0,48% para 13,350 euros, numa altura em que os preços do petróleo seguem em queda no mercado internacional. O crude desce 0,42% para 45,30 dólares por barril, enquanto o Brent perde 0,44% para 47,53 dólares por barril.

As bolsas europeias estão a ser impulsionadas pelas palavras da presidente da Reserva Federal norte-americana, ontem no Congresso dos EUA. Janet Yellen disse estar confiante que a evolução da economia norte-americana permita aumentos graduais das taxas de juro ao longo do tempo, deixando os índices bolsistas animados.

Entre as pares europeias, o francês CAC 40 avança 0,17%, no dia em que Donald Trump visita o país. O alemão DAX sobe 0,11%, o espanhol IBEX 35 ganha 0,59% e o italiano FTSE MIB valoriza 0,08%. Por outro lado, o índice britânico FTSE 100 desliza 0,14%.





Mais notícias