‘Pesados’ crescem mas produção de automóveis cai em abril

Quase 97% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, segundo a ACAP, tem "contribuído de forma significativa para a balança comercial portuguesa".

A produção automóvel registou no mês de abril uma queda de 14,7% face a igual período do ano passado, com um total de 12.243 novas viaturas produzidas. A maior queda de produção deu-se nos ligeiros de passageiros e de mercadorias e nem o crescimento registado nos pesados foi capaz de inverter a tendência negativa.

Em comunicado, a Associação de Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) dá conta de que durante o mês de abril foram produzidos 8.610 veículos ligeiros de passageiros, menos 16% do que no ano passado. Também os veículos comerciais de ligeiros registaram um decréscimo de 15,6%, com um total de 3.130 carros fabricados.

Por outro lado, os veículos pesados viram a sua produção aumentar 29,3% para os 503. Em termos de valores acumulados, nos primeiros quatro meses de 2017 a produção geral registou um ligeiro crescimento de 0,8 por cento.

A ACAP indica que 96,6% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo e que isso “contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”. O principal destino dos veículos fabricados em território nacional continua a ser a Europa, com 83,8%, com a Alemanha (19,9%), Espanha (14,7%), França (10,8%) e Reino Unido (9,4%) a liderar o ranking de compradores.

Em termos mundiais, o mercado asiático mantém o segundo lugar nas exportações de automóveis portuguesas, sendo a China o país fora do continente europeu com mais modelos comprados (10,2%).

PUB
PUB
PUB