Pensões: Governo avança com aumento extraordinário de seis e dez euros

Aumento irá permitir um aumento extraordinário de pensões até aos 588 euros.

O Governo vai aumentar em seis euros as pensões mínimas atualizadas no ano passado e dez euros as restantes pensões, a partir de agosto de 2018, apurou o Jornal Económico junto de fonte próxima às negociações.

O acordo entre o Executivo e os partidos que suportam a maioria parlamentar foi possível depois de o Governo se comprometer com um aumento mínimo de dez euros por pensionista, indo além da actualização automática prevista na lei e que tem por base o crescimento económico e a inflação.

O aumento extraordinário de dez euros irá abranger pensões mais baixas. Acima de 588 euros, a fórmula de atualização automática prevista na lei já garante a subida de dez euros.

O Jornal Económico apurou que a medida irá ter um impacto adicional de 35 milhões de euros em 2018, sendo que o aumento decorrente da lei custa 357 milhões de euros.

Em janeiro e agosto deste ano houve uma atualização extraordinária. A atualização em janeiro foi de 0,5% e abrangeu as pensões até 842,6 euros. Em agosto, o aumento abrangeu os pensionistas que recebem por mês um valor total de pensões inferior ou igual a 631, 98 euros (o equivalente a 1,5 Indexantes de Apoios Sociais).

Este era um dos dossiês ainda em aberto nas negociações entre o Governo e a esquerda, que mantinham um braço de ferro sobre se a subida seria aplicada a todos os pensionistas ou definida pela idade. O PCP e o Bloco de Esquerda (BE) pretendiam um aumento de dez euros para todos os reformados enquanto o Executivo contrapropunha com um aumento extraordinário para pensionistas com mais de 75 anos.



Mais notícias