Pedrógão Grande: PJ encontra indícios de negligência de quatro entidades

Os meios de socorro, a Proteção Civil, a Guarda Nacional Republicana e a Ascendi são os visados no inquérito da Polícia Judiciária.

A Polícia Judiciária encontrou indícios de negligência de quatro entidades nas vítimas mortais dos incêndios de Pedrógão Grande, noticia o Correio da Manhã, na edição desta sexta-feira.

Ao que as autoridades policiais apuraram, através de uma investigação, a negligência é dos meios de socorro, da Proteção Civil, da atuação dos elementos da Guarda Nacional Republicana que ordenaram que os automobilistas fossem para a ‘estrada da morte’ (EN236) e da Ascendi, responsável pela limpeza das bermas.

O inquérito em questão está a ser acompanhado pelo Ministério Público de Coimbra e levou a que fossem ouvidas quase 100 testemunhas, que confirmaram à PJ um conjunto de falhas que causaram a morte das 64 pessoas, de acordo com o que escreve o CM. Prevê-se que o processo termine ainda em 2017.

Segundo o matutino, tanto a PJ de Coimbra como o Ministério Público da mesma cidade deverão avançar para acusações de homicídio por negligência. Além disso, foi criada uma equipa especial para investigar o processo.

O Guardian foi a Pedrógão Grande e fez um vídeo arrepiante



Mais notícias