PCP pede a Costa para impedir negócios da Altice em Portugal

Jerónimo de Sousa apelou este domingo ao primeiro-ministro para que utilize "todos os meios disponíveis para impedir" os negócios que a Altice está a desenvolver em Portugal. A francesa vai comprar a Media Capital, dona da TVI.

“É o interesse nacional que está em jogo. Não há como ficar em cima do muro. Ou se age para impedir a alienação de um setor estratégico ou se é conivente com esse objetivo. Não há refúgio, nem desculpas das leis de mercado ou quaisquer outras que sirvam para não agir utilizando todos os mecanismos existentes ou criando os necessários”, afirmou o secretário-geral do PCP, citado pela agência Lusa.

No principal negócio da francesa em Portugal, a PT, Jerónimo de Sousa denunciou designadamente aquilo a que chamou a chantagem da Altice, que se “prepara para mandar para o desemprego cerca de 3.000 trabalhadores e pôr em causa direitos de pré-reformados e reformados”.

Por outro lado, acrescentou, “a concretizar-se, a anunciada compra pela Altice do grupo Media Capital, onde se inclui a TVI, e a intenção de criação de um banco dá expressão na progressiva concentração e domínio monopolista da economia portuguesa e de reforço de controlo dos grandes meios de comunicação social.”

A compra do grupo Media Capital, com um canal de TV, de larga audiência, da Plural, uma importante produtora de conteúdos, assume particular gravidade. A PT/Altice, que já dispõe do controlo da rede de transporte digital terrestre, do SIRESP, que já domina a maior operadora de cabo, a Meo, assumiria toda a dominação da produção, emissão e distribuição numa concentração sem precedentes, no setor da televisão, concluiu.

PUB
PUB
PUB