Padre diz que sismos são “castigo divino”

"Este é o castigo pela ofensa à família e à dignidade do casamento, nomeadamente através de uniões homossexuais", afirma o Padre italiano.

O Padre que se tornou conhecido pelas suas posições conservadoras, Giovanni Cavalcoli, caracteriza os terramotos que têm acontecido em Itália como “o castigo divino”, afirmando que é Deus quem castiga os italianos por causa das uniões homossexuais.

As suas declarações numa rádio católica não foram bem recebidas no Vaticano já que ofendem crentes e ateus.

No passado domingo, no dia em que um sismo de 6,5 na escala de Richter atingiu o centro de Itália, Giovanni afirmou que este é o castigo pela “ofensa à família e à dignidade do casamento, nomeadamente através de uniões homossexuais”, segundo meios de comunicação.

O Vaticano reagiu ontem, afastando a noção de um Deus vingativo e sublinhando que as declarações do Padre Giovanni são “ofensivas para os crentes e escandalosas para os não crentes”.

As declarações dos líderes da Igreja não influenciam o italiano que continua a acreditar que a culpa é dos “pecados do homem”.

As uniões civis para casais do mesmo sexo são permitidas desde julho em Itália.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB