‘Ohioexit’ e ‘Austinexit’: Juncker ameaça Trump se continuar a incitar à saída da UE

Para o líder da Comissão Europeia não há necessidade de falar com os "populistas radicais", contudo urge atentar às preocupações das "pessoas que levantam questões justificadas".

REUTERS/Darrin Zammit Lupi

O Presidente da Comissão Europeia, Jean -Claude Juncker, enviou hoje um recado ao presidente norte-americano Donald Trump, para que não restem dúvidas sobre a determinação do líder europeu em manter a unidade da União Europeia.

“O recém-eleito presidente está feliz com o ‘Brexit’ e exortou outros países a fazer o mesmo. Se continuar assim, eu irei promover a independência de Ohio e de Austin, Texas, nos Estados Unidos”, disse Jean-Claude Juncker, de forma irónica, num discurso no Congresso do Europeu Popular Europeu (PPE), que reúne os líderes desta formação política, citado pela Lusa.

O Presidente da Comissão Europeia frisou os 60 anos do Tratado de Roma comemorados no último sábado: “porque não celebraríamos o maior sucesso da história moderna, que é este da Europa?”.

Para o líder da Comissão Europeia não há necessidade de falar com os “populistas radicais”, contudo urge atentar às preocupações das “pessoas que levantam questões justificadas”.

“Chegou o momento de convencer os europeus a deixar o sofá e moverem-se; caso contrário, os populistas conseguirão o seu objetivo antes”, acrescentou.

Mais notícias