Número de beneficiários de prestações de desemprego volta a cair

Em fevereiro, o número de processamentos foi de 218.182, traduzindo-se numa redução de 1,7% face a janeiro e numa queda de 16,4% comparando com o mesmo mês de 2016.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

O número de beneficiários de prestações de desemprego voltou a cair em fevereiro, segundo as estatísticas mensais divulgadas hoje pela Segurança Social.

Em fevereiro, o número de processamentos de prestações de desemprego foi de 218.182, menos 3.884 do registado em janeiro (uma redução de 1,7%) e menos 42.083 comparando com fevereiro do ano passado, ou seja, uma redução homóloga de 16,4%. O número de beneficiários está a cair há três meses consecutivos.

Considerando a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração, a queda homóloga foi menor, de 15,3%, já que a medida chegou a 3.037 pessoas (mais 190 do que em janeiro), revelam os dados.

O número de beneficiários de subsídio de desemprego foi de 170.905, menos 2,4% face a janeiro e menos 14,8% comparando com fevereiro de 2016.

Já o subsídio social de desemprego inicial abrangeu mais 241 desempregados em fevereiro do que em janeiro, totalizando 11.593 indivíduos, o que se traduziu num aumento de 2,1%. Face ao período homólogo, contabilizaram-se menos 2.494 subsídios sociais de desemprego inicial, ou seja, um decréscimo de 17,7%.

Foram ainda processados 32.609 subsídios sociais de desemprego subsequentes, menos 185 indivíduos subsidiados face a janeiro (uma redução de 0,6%) e menos 9.811 subsidiados (diminuição de 23,1%) face a fevereiro de 2016.

Segundo a última estimativa provisória da taxa de desemprego do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), em janeiro, a população desempregada era de 521,8 mil pessoas.





Mais notícias
PUB
PUB
PUB