Novas variantes de ransomware vão afetar as empresas nos próximos dias

O software malicioso ‘WannaCry’ foi apenas a ponta do icebergue. Enquanto as organizações não implementarem formações contínuas para os colaboradores, os ataques não vão terminar. "Não há nenhuma empresa 100% segura”, alerta EY.

Os sistemas informáticos podem vir a ser novamente atacados nos próximos dias, depois de mais de 200 mil computadores em 150 países terem sido vítimas do software Wannacry. O diretor executivo de Advisory Cibersecurity da Ernst & Young (EY), Sérgio Martins, acredita que o novo ataque terá que ver com novas variantes de ransomware que serão desenvolvidas.

“Acreditamos que nos próximos dias vai haver novas variantes de ransomware a afetar os sistemas. Não há nenhuma empresa 100% segura. As organizações têm de assumir uma consciência de awareness porque todos somos afetados”, afirma Sérgio Martins ao Jornal Económico.

O responsável pela área na EY refere a fraude e o ransomware estão no “top 10” das principais dificuldades cibernéticas da atualidade e que a falta de sensibilização aos colaboradores e de aplicação de políticas de atualização dos sistemas informáticos está na origem do problema.

“Trata-se de um processo contínuo, o que obriga a um esforço por parte das entidades que vá além das formações esporádicas e das breves notas sobre o tema na Intranet”, frisa Sérgio Martins. De acordo com o especialista em cibersecurity, as estatísticas indicam que se avizinham vulnerabilidades mais desafiantes, pelo que a tendência será manter o investimento na proteção a fim de evitar efeitos mais prejudiciais.

Ainda que a Microsoft tenha explicado esta segunda-feira que casos como os dos últimos dias são uma chamada de atenção para os governos, a Ernst & Young acredita que os problemas de privacidade têm sido bem regulamentados e procurou elaborar recomendações de prevenção em cibersegurança para todos clientes, quer tenham sido vítimas do ataque ou não.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB