Nova revista sobre vinho prevê academia e eventos

Projeto editorial sobre o mundo do vinho quer ter uma tiragem média mensal entre 15.000 e 20.000 exemplares, com presença na internet e nas redes sociais. Esperam alcançar o break even no prazo de um ano.

Regis Duvignau/Reuters

A nova revista Vinho Grandes Escolhas, lançada este mês, pretende ser o núcleo de um projeto integrado que junta a faceta editorial – com presença nas bancas, na internet e nas redes sociais – à formação e aos eventos na área vinícola, tendo por base a experiência acumulada dos seus promotores no setor.

“O projeto assenta, sobretudo, num trabalho de equipa”, diz ao Jornal Económico Luís Ramos Lopes, diretor da revista e um dos três sócios da Reserva Especial, empresa que detém o título.

“Trata-se de um projeto que tem na revista Vinho Grandes Escolhas o seu núcleo, mas que se estende pela formação, com a Academia Grandes Escolhas, e, sobretudo, por um programa de eventos de vinhos e gastronomia que vamos realizar um pouco por todo o país”, explica Ramos Lopes.

Estão já agendados sete eventos para este ano – número que, segundo os promotores, deverá aumentar – e um evento de grande dimensão, denominado Vinho & Sabores Grandes Escolhas, que será realizado na Feira Internacional de Lisboa (FIL), de 27 a 30 de outubro.

O projeto integra 18 pessoas nas equipas editorial, comercial, de eventos, de marketing e de gestão. Luís Ramos Lopes é o responsável pela área editorial e João Geirinhas pela área comercial e de negócio.

A revista Vinho Grandes Escolhas é uma publicação mensal, com um preço de capa de quatro euros. Terá 12 edições por ano e, pelo menos, uma edição anual do Guia de Vinhos Grandes Escolhas, que reúne “os milhares de vinhos provados ao longo do ano”. A primeira edição da revista tem uma tiragem de 20.000 exemplares e os seus responsáveis acreditam que é possível manter uma tiragem média entre os 15.000 e os 20.000 exemplares, dependendo da época do ano.

“Embora sendo uma publicação nova, alicerça-se na experiência de 27 anos na produção de outra publicação da área. Aliás, toda a equipa redatorial e boa parte da equipa comercial, de gestão e de eventos, transitou do projeto anterior”, explica Ramos Lopes.

“Mais do que a materialização de uma ideia nova, trata-se de uma evolução natural no trabalho de uma equipa experiente, prestigiada no mercado e muito bem ‘oleada’”, refere.

A equipa transita, maioritariamente, da Revista de Vinhos, fundada por Luís Ramos Lopes em 1989 e editada pela Masemba, que continuará a ser publicada, no âmbito de um acordo com a EV – Essência do Vinho, segundo noticiou a revista Meios & Publicidade.

Luís Ramos Lopes diz que a missão deste novo projeto é contagiar os consumidores com a “paixão” que a equipa tem “pelo mundo do vinho”.

“Vamos procurar fazê-lo utilizando os nossos conhecimentos e capacidade de comunicação, e utilizando todas as ferramentas colocadas ao nosso dispor: a revista em papel, claro, mas também o formato digital, as redes sociais, o vídeo, as ações de formação e, claro, os eventos”, refere.

“A principal novidade reside no facto de conjugar no mesmo projeto uma equipa que o mercado reconhece como inigualável, em know-how e prestígio, e um conjunto integrado de meios e plataformas de comunicação que irão multiplicar os efeitos”, diz.

A expetativa dos responsáveis pela Reserva Especial é que o equilíbrio financeiro seja alcançado no prazo de 12 meses.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB