NOS nega estudo de “eventual rescisão” do contrato com o Sporting CP

A NOS reagiu aos acontecimentos na Academia de Alcochete e diz-se "chocada" com os incidentes. A operadora nega que esteja em equação a rescisão do contrato com o Sporting CP.

Cristina Bernardo

A operadora de telecomunicações NOS negou hoje em comunicado que esteja a “estudar a eventual rescisão do contrato com o Sporting Clube de Portugal”, apesar de se definir como “chocada” com os acontecimentos que decorreram ontem em Alcochete.

“Acontecimentos tão graves como estes não se podem repetir, pelo que a NOS apela a todos aqueles que têm responsabilidades, diretas ou indiretas, no futebol português para que garantam que situações pouco dignificantes como esta não voltem a suceder”, alerta a NOS.

A NOS diz estar confiante “de que estes incidentes darão origem a uma reação que levará à erradicação de todos os comportamentos inaceitáveis no desporto português”.

Altice repudia “episódio de violência”

A Altice Portugal, em comunicado, veio “repudiar o episódio de violência associado ao futebol português ocorrido ontem”, com o ataque aos jogadores e elementos da equipa técnica do Sporting na Academia de Alcochete.

“A Altice Portugal é patrocinadora, através do MEO, de vários clubes nacionais, patrocinando ainda a Seleção Nacional e estando ainda protocolarmente associada ao Desporto Escolar Português. Não pode, também por esse motivo, alhear-se dos factos ocorridos esta terça-feira que não representam, de forma alguma, o espírito do desporto que se quer feito de competição saudável, espetáculo e desportivismo”, defende o referido comunicado.

O mesmo documento acrescenta que “a Altice Portugal reconhece o esforço e dedicação dos mais diversos intervenientes no futebol português e orgulha-se pelos resultados que este tem obtido ao longo dos tempos, principalmente no atual momento em que Portugal é Campeão Europeu de Futebol”.

E observa que “o futebol português não merece este tipo de comportamentos e muito menos ser beliscado por atos que em nada se identificam com a linha estratégica e orientadora do nosso País”.

O que diz o acordo do Sporting com a NOS?

A Sporting Clube de Portugal SAD firmou com a NOS um contrato para a cessão dos direitos de transmissão televisiva e multimédia dos jogos em casa da equipa A de futebol senior e ainda o direito de exploração estática e virtual do Estádio José Alvalade a partir de 1 de julho de 2018 e pelo período de 10 épocas desportivas. O contrato prevê ainda o direito de transmissão e distribuição do Canal Sporting TV por 12 épocas desportivas a partir de 1 de julho de 2017.

Segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a NOS passou a ser, a partir de 1 de janeiro de 2016, patrocinador principal dos leões por 12 épocas e meia.

Este acordo representa para o Sporting uma contrapartida financeira global de 446 milhões de euros, “repartida em montantes anuais progressivos”.   

Em simultâneo, o Sporting comunicou ao regulador dos mercados mobiliários que foi feito um aditamento ao contrato atual com a PPTV – Publicidade de Portugal e Televisão SA, através do qual “foram revistos os valores a pagar pelos direitos de transmissão televisiva e multimédia dos jogos em casa da Equipa A de Futebol Sénior da Sporting SAD e direito de exploração da publicidade estática e virtual do estádio José Alvalade” válido para as épocas 2015-2016, 2016-2017 e 2017-2018, ou seja, até à altura em que esses direitos irão passar para a NOS.

No total, ambos os contratos ascendem a um total de 515 milhões de euros, conclui a nota enviada pela Sporting SAD à CMVM.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB