Norte-americanos confiantes em relação à economia (apesar de Trump)

Temas como a imigração, relação com outros países, acordos comerciais e o sistema de saúde levam também 'cartão vermelho' da maioria dos norte-americanos inquiridos.

Jonathan Ernst/REUTERS

Os norte-americanos sentem-se confiantes com força da economia e otimistas com o mercado laboral. O cenário, à partida, daria ânimo aos chefes de Governo, mas não é o caso de Donald Trump: a confiança dos eleitores na economia parece ser “apesar” de Trump e não “devido” a Trump.

Segundo a última sondagem a nível nacional da Bloomberg, cerca de 58% dos norte-americanos acreditam que se estão a aproximar dos objetivos financeiros e profissionais. A maioria dos inquiridos espera que os mercados acionistas norte-americanos continuem a acelerar, enquanto cerca de 30% antecipam um declínio.

Ainda assim, a maioria não atribui crédito a Trump pelas boas notícias. Segundo a Bloomberg, apenas 40% dos americanos aprovam o trabalho que o chefe de Estado vem a executar na Casa Branca enquanto 56% vê Donald Trump negativamente, o que representa um aumento de 12%, desde dezembro. 

No que concerne à economia, menos de metade dos norte-americanos aprovam o desempenho do presidente: 46% dos norte-americanos, que, no entanto, regista melhores resultados face ao número de desaprovação: 44%. 

Temas como imigração, relação com outros países, acordos comerciais e o sistema de saúde levam também ‘cartão vermelho’ da maioria dos norte-americanos inquiridos.

PUB
PUB
PUB