Os segredos da Tesla para lutar com a General Motors na bolsa

A empresa liderada por Elon Musk bateu a gigante General Motors em termos de capitalização bolsista.

Os números são avançados pela agência Bloomberg e refletem o poderio da Tesla no mundo da construção automóvel. Em termos de capitalização bolsista, entre os grandes fabricantes de automóvel a nível mundial, a Tesla ultrapassou ligeiramente a GM, ao atingir uma capitalização bolsista de 50,8 mil milhões de dólares.

Este valor colocou a empresa seis mil milhões de dólares à frente da Ford e mil milhões atrás da Honda. Os analistas dizem que os ‘tweets’ de Musk fazem subir e descer as ações. Foi isso que se passou no dia 13 de abril. “Tesla ‘semi-truck’ é revelado em setembro. A equipa fez um trabalho extraordinário. Subiram mais um patamar”, escreveu o empresário.

Sabe-se que a Tesla irá mostrar um ‘semi-truck’ elétrico e uma ‘pickup’ nos próximos 18 a 24 meses. Os carros desportivos também estão na mira do milionário. “Enquanto todos estão focados no Model 3 existem outros projetos a serem desenvolvidos”, explicou Ben Kallo, analista da Robert &Co., à agência Bloomberg.

James Albertine, analista na Consumer Edge Research, acredita que a companhia terá de voltar aos mercados para se financiar, depois de uma injeção de capital de 1,4 mil milhões de dólares, no mês passado. Tanto a Morgan Stanley como a Goldman Sachs têm um papel decisivo em questões de financiamento, tendo já sido subscritores de dívida convertível no passado.

O CEO da Tesla utiliza frequentemente o Twitter para dar novidades sobre os modelos e actividades da marca. Através desta rede, Elon Musk já fez saber que o Model 3 só oferecerá tração traseira na altura do lançamento, mas que mais tarde chegará à gama uma variante de tração integral com dois motores eléctricos.

Esta programação foi explicada com a necessidade de manter os prazos já estipulados para a produção. Até ao final do ano de lançamento, Musk antevê uma produção de cerca de 5000 unidades por semana, devendo o ritmo aumentar para as 10 mil unidades por semana durante 2018.



Mais notícias