NATO: Portugal gasta mais em defesa militar do que a Alemanha

Portugal gasta consideravelmente mais em defesa militar do que a Alemanha, no que diz respeito a percentagem do PIB.

A NATO, numa cimeira em 2014 reiterou o seu compromisso de manter a meta dos 2% do PIB para a defesa militar. Mas muitos países começaram a cortar nas obrigações com a defesa militar, como por exemplo a Alemanha, a Bélgica e a Itália. Estes países não só quiseram conter os gastos, como caíram mesmo abaixo da linha dos 2%.

Mas, Portugal, um país com o PIB muito abaixo da Alemanha, gasta consideravelmente mais em defesa militar, no que diz respeito a percentagem do PIB. Desde 1991 que Portugal se manteve quase sempre acima ou próximo da linha. O mesmo não acontece com os alemães, que só no ano de entrada na NATO conseguiram manter-se na meta. A partir daí a descida foi drástica, sendo dos países que tem o menor orçamento militar. A Alemanha gasta atualmente apenas 1,2% do PIB em defesa militar. Espanha e Itália diminuíram em 1% os gastos, na última década.

Os países que ultimamente se têm mostrado mais preocupados com a meta dos 2% são países principalmente do leste, que sentem a pressão da proximidade com a Rússia. São dos países com menor poder económico mas a Polónia e a Estónia conseguiram agora chegar à meta imposta pela NATO.

Durante a campanha de Donald Trump, muitos dos 28 membros sentiram algum nervosismo. O magnata americano ameaçou todos os países que não cumpram os requisitos da Organização do Tratado do Atlântico Norte, dizendo que os Estados Unidos só irá ajudar os países que tenham gastos com a defesa militar acima dos 2%, como avança o The Economist.

Durante o último dia de reuniões, o secretário da Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, avisou e aconselhou os estados-membros a aumentarem as despesas militares, para não correrem o risco de perderem a ajuda do membro mais poderoso, os Estados Unidos. No útlimo ano, os EUA gastaram 3,6% do seu PIB – quase o dobro do acordado pela NATO – a maior percentagem de todos os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte, e também o maior orçamento do mundo.

Trump classificou a aliança de “obsoleta”. Angela Merkel aproveitou para dizer que a Alemanha vai aumentar as suas despesas para cumprir os requisitos e lembrou que a NATO é importante para todos.

O presidente dos Estados Unidos mostrou-se muito descontente com os aliados, e que o país tem uma “participação muito desproporcional na defesa dos valores ocidentais”, citado pela  CNN.

Despesas militares consoante a % do PIB

Despesas militares consoante a % do PIB

 

(notícia atualizada às 18h14)

 

 

Mais notícias
PUB
PUB
PUB