Motas vão ser obrigadas a ir à inspeção até junho

O objetivo do pacote de medidas, que está a ser decidido entre o Ministério da Administração Interna e outros ministérios, é reduzir o número de mortos nas estradas.

O ministro da Administração Interna (MAI) anunciou esta sexta-feira um pacote de medidas de combate à sinistralidade rodoviária, em que se inclui a inspeção obrigatória dos motociclos com cilindrada superior a 250 cc. No final da reunião da Comissão Interministerial para a Segurança Rodoviária, Eduardo Cabrita explicou que a medida deverá entrar em vigor ainda no primeiro semestre do ano, segundo noticia o Diário de Notícias.

O objetivo do pacote de medidas, que está a ser decidido entre o MAI e outros ministérios, é reduzir o número de mortos nas estradas. Em 2017, 509 pessoas morreram em acidentes rodoviários, o que significa um aumento de 64 pessoas (ou 12,5%) face ao ano anterior.

Entre outras propostas que o MAI quer aplicar está a deteção de psicotrópicos na condução, cartas obrigatórias para a condução de motos de 125 cc ou a limitação de velocidade a 30 km/h nas zonas urbanas com mais acidentes. Segundo o DN, há prazos diferentes para cada medida, mas deverão ser aplicadas até ao final do ano.



Mais notícias