Moody’s reafirma ‘rating’ da REN após compra da EDP Gás

A aquisição da EDP Gás "não irá alterar o perfil de risco geral do negócio", diz a agência de notação, prevendo que a REN seja "bem-sucedida na emissão de 250 milhões de euros em novas ações",

A agência de notação Moody’s reafirmou o rating de ‘Baa3’ (risco moderado) atribuído à REN – Redes Energéticas Nacionais, mantendo a perspetiva estável, no seguimento do anúncio da compra da EDP Gás pela REN, no valor de 532,4 milhões de euros.

A Moody’s considera, numa nota divulgada hoje, que a aquisição da EDP Gás “não irá alterar o perfil de risco geral do negócio”, na expetativa de que a REN seja “bem-sucedida na emissão de 250 milhões de euros em novas ações”, para financiar, por parcelas, a transação.

Niel Bisset, vice-presidente da Moody’s, nota que a compra da EDP Gás “vai reforçar a posição da REN no seu mercado doméstico, com a adição de mais de 452 milhões de euros de Base de Activos Regulados (BAR), ajudando a compensar a redução gradual do BAR do transporte de eletricidade de gás, à medida que os níveis de investimento recuam”.

A REN salientou em comunicado que “a reafirmação do rating também teve em conta a visão da Moody’s que a REN consegue absorver a planeada aquisição e manter um perfil financeiro consistente com o rating ‘Baa3’. Isto reflecte que o negócio vai ser financiado em parte pela emissão de 250 milhões de euros de capital, e os sólidos resultados da REN em 2016 quando reportou um EBITDA de 476 milhões”.

Embora a dívida vá “aumentar em 11% com a aquisição, a partir dos 2.478 milhões no final de 2016”, a Moody’s afirma que as suas contas apontam que este aumento da dívida “permanece consistente com a notação Baa3”.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB