Montepio lança programa para startups de inovação social

Programa vai apoiar 12 projetos e a fase de candiaturas termina a 3 de setembro. O melhor pitch terá um prémio de 10 mil euros.

SBSI

A Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) lançou um programa para promoção de 12 projetos tecnológicos para inovação social, que terá um prémio de 10 mil euros para a melhor proposta (pitch).

O programa tem a duração de 12 semanas e está aberto a startups em qualquer fase de desenvolvimento – incubação, formação ou aceleração –, sendo a seleção feita “com base em factores como o nível de compromisso da equipa, o conhecimento técnico e o potencial para geração e receitas e o impacto social”, refere a CEMG.

Terminará com um dia para demonstrações (demo day) e uma sessão de apresentação (pitch) a investidores, no final de setembro.

O programa foi já divulgado nas universidades parceiras, mas está a aberto a todos.

“Se foram equipas que promovam a intergeracionalidade, melhor”, dizem os responsáveis pelo programa.

A fase de candidaturas está já aberta e termina a 3 de setembro.

O programa denomina-se Montepio Social Tech e tem como parceiros o Laboratório de Investimento Social, o IES – Social Business School e o Impact Hub, ao nível da implementação.

O programa é apoiado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisbioa, pela Fundação Calouste Gulbenkian, pela Católica Lisbon School of Business and Economics, pela Universidade do Porto, pela Deloitte Portugal e pela Microsoft Portugal.

O prémio para o melhor pitch será atribuído pelo Montepio e haverá, também, uma menção honrosa, atribuída pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Esta é a primeira edição, mas a CEMG pretende que a iniciativa tenha continuidade.

Os responsáveis pelo programa dizem que a relação dos parceiros com os projetos a desenvolver não se esgota no próprio programa, mas poderá continuar no futuro.



Mais notícias