“Missão cumprida”. Trump elogia resultados do ataque à Síria

Washington anunciou que foram bombardeados três alvos, onde estaria armamento químico. Do lado dos militares ocidentais, não houve mortos, enquanto do lado sírio, ainda não há informações sobre o assunto.

Donald Trump considera que o bombardeamento à Síria levado a cabo esta noite pelos EUA, Reino Unido e França foi um sucesso. No Twitter, o presidente dos EUA agradeceu a ajuda dos aliados no lançamento de mais de 100 mísseis à alegada localização de armas químicas que seria usada pelo regime de Bashar al-Assada contra civis.

“Um ataque executado na perfeição na noite passada. Obrigado à França e ao Reino Unido pela sabedoria e pelo poder dos seus ótimos exércitos. Não poderia ter tido um resultado melhor. Missão cumprida!”, escreveu o presidente.

Os EUA, a França e o Reino Unido avançaram à 1h55 (hora de Lisboa) com uma operação militar conjunta na Síria. Num briefing na Casa Branca, Washington esclareceu que foram bombardeados três alvos, onde estaria armamento químico. Do lado dos militares ocidentais, não houve mortos, enquanto do lado sírio, ainda não há informações sobre o assunto.

Fonte oficial confirmou ainda que foram 105 mísseis pelos EUA, França e Reino Unido. A Síria respondeu com cerca de 50 mísseis, enquanto a Rússia (principal aliado de al-Assad) não teve qualquer intervenção. As informações confirmam o que os regimes sírio e russo já tinham também dito.

O ataque tratou-se uma retaliação contra o alegado ataque químico da semana passada na cidade rebelde de Douma, em Ghuta Oriental, atribuído ao regime de Assad, que causou 40 vítimas mortais e 500 feridos. O objetivo, segundo o presidente, seria impedir a produção, disseminação e utilização de armas químicas.






Mais notícias