Marcas automóveis celebram o 1 de abril

De um capacete para gatos a um guiador para motos, a imaginação dos departamentos de marketing das marcas automóveis não parece ter limites. Veja todas as 21 "novidades".

Todos os anos, a 1 de abril, celebra-se o Dia das Mentiras, altura que as marcas automóveis também aproveitam para colocar na Internet as suas ideias mais “interessantes”. Este ano não foi diferente e, de coberturas de penas para diminuir o peso a drones que fazem a entrega do seu novo modelo em casa, houve de tudo. Eis uma lista do que andaram a tramar as marcas no passado April’s Fool…

 

O dDrive Dog Basket, foi desenhado para cães. Com estofos em Alcantara edisponível numa dúzia de cores diferentes, o dDrive é animado por uma ventoinha TwinPower feita em fibra de carbono. Tem três modos de condução.

 

Para os humanos, a marca alemã lança uma série limitada de um ornamento para o Série 4: um corno de unicórnio, que se coloca no capot.

Do Reino Unido chega o Sundero, a nova edição especial do popular modelo romeno, que oferece um teto solar, para que os súbditos de sua majestade possam recuperar das meras 1400 horas de sol que têm por ano. De série neste modelo são, como seria de esperar, cremes autobronzeador e de hidratação de pele.

 

A Honda resolveu inovar as buzinas dos automóveis e trazê-las par o mundo das mensagens de texto. Para isso colocou emojis no volante. Quando acionados, permitem expressar as mais várias emoções em qualquer situação.

 

Ao mesmo tempo, a Honda também desvenda o H-Swipe, uma app para encontros que recorre aos limpa-para-brisas bidirecionais “s-wipers” e a um parabrisas digital para localizar um parceiro amoroso, usando o GPS.

 

No Reino Unido, a Hyundai começou a “disponibilizar” o serviço Click to Fly, o primeiro serviço de entrega de automóveis feito por drones. De acordo com a marca coreana, estes drones demoram duas horas a levar-lhe o seu carro, utilizando um drone alimentado por hidrogénio que tem uma capacidade de levantes mais de duas toneladas.

 

 

O Lane Valet é a proposta da Lexus para o 1 de abril. Mas a tecnologia é muito interessante e não seria de enjeitar que conseguisse chegar à realidade. O Lane Valet permite, com o pulsar de um botão, perscrutar a estrada para encontrar trânsito mais lento. Assim que deteta que um carro está a bloquear o caminho, o sistema muda-o de faixa de forma automática (e segura), deixando-lhe o caminho livre. Aprovamos e apoiamos!

 

Desenhados para serem os mais compactos possível, da Lotus chegam os capacetes para gatos, para que consiga ir passear com o seu bichano. E o peso anunciado é de 25 gramas.

 

Aproveitando o lançamento da TGE, o seu comercial ligeiros, a MAN teve disponível a 1 de abril a Ice Cream MAN. Um carrinha especialmente desenvolvida para a venda de gelados. É tangível, mas achamos que esta proposta da MAN vai derreter brevemente.

 

Com 1495 kg, o 570 GT é um peso-pluma dentro dos desportivos. Mas a McLaren quer diminuir este valor e decidiu cobrir o seu modelo com 10 mil penas feitas em fibra de carbono. Aplicadas à mão, as penas são cobertas por um revestimento de efeito pérola para um maior impacto visual.

 

Chama-se MICE e é o acrónimo de MG Inter-Car Emoji. Esta nova tecnologia da MG projeta emojis no parabrisas e no vidro traseiro, ajudando-o a comunicar com outros condutores. Para que a segurança não saia prejudicada, esta tecnologia tem ativação por voz.

 

O kit John Cooker Works, disponível para o Min Cabrio, permite-lhe ganhar algum dinheiro extra, utilizando uma tampa em carvalho que cobre os bancos, bem como um fogão por indução e zona de preparação de alimentos. Para preservar os alimentos, a bagageira deste Mini é refrigerada. O Kit tem o mesmo preço em todo o mundo: 1959 dólares, euros e libras.

 

A ideia de mentira de 1 de abril da Skoda foi desvendar um Kodiaq preparado para competir no WRC. Apesar de nunca um SUV – para mais de sete lugares –, ir competir no Mundial de Ralis, é interessante explorar a ideia de um modelo com competição baseado num modelo claramente espaçoso e orientado para a família.

 

A marca checa esteve ocupada neste dia e lançou também o a Rent-a-Family, uma app que permite alugar uma família para ocupar os sete lugares do seu SUV. A app permite ainda escolher entre crianças que choram, avós chateados, mães stressadas e mesmo um cão que late demasiado.

 

Como não há duas sem três, a Skoda revelou no passado dia 1 um Citigo para bonecas. Com uma alça para transporte, permite levar um par de sapatos na bagageira e vem com um verniz da cor da carroçaria.

 

A smart recupera um clássico, os modelos anfíbios, com a apresentação do ForSea. O dois lugares descapotável tem uma velocidade de cruzeiro de 10 nós e pode mesmo chegar aos 15 nós se estiver com pressa. A smart diz que a autonomia marítima deste modelo é de três horas e que o ForSea conta com um propulsor de jato de água para se mover nas águas, ligado ao diferencial traseiro.

 

Para quem queira dar um toque especial ao seu Opel Adam, a marca alemã apresentou no passado dia 1 a primeira “tinta com cheiro”. Este opcional “estará” disponível para na cor “Berry-Red”, que, como pode ter adivinhado, cheira a morango.

 

Com o R.S. 17 Hayonara a Renault abre um novo segmento de mercado, o dos hatchbaks F1. Apesr de ser apenas um “protótipo”, a Renault diz que está disposta a receber “cheques em branco” da parte que quem queira ver este modelo a chegar às linhas de produção. Graças à Transformação Inteligente Hayonara de Levitação Sistemática Unificada e Bilateral (no original Bilateral Unified Literal Levitational Systematic Hayonara Intelligent Transformation), a inspiração para este modelo vem do Renault 16, de 1965, e a capacidade da bagageira é de 300 litros. Nada mau!

 

A marca de Estugarda usou o Twitter para anunciar que irá ter um terceiro 911 RSR a competir nas 24 Horas de Le Mans. Atrás do volante estarão três lendas: Walter Röhrl, Hurley Haywood e Hans Herrmann.

 

Terá sido o próprio CEO da empresa, Elon Musk, a assinar um pedido de patente que deixará os adeptos da marca californiana de boca aberta: nada mais nada menos que um motor de combustão. O pedido de patente, diz a Tesla, tem o número 401APF, indicador da sua natureza. Mesmo assim, o site Motor1.com resolveu investigar e falou com a Tesla, que justificou este pedido de patente com o facto de Elon Musk ter passado muito tempo na Torre Trump ultimamente.

 

O Handle Wheel é um volante que pode ser adaptado às motos da marca britânica, com o objetivo de atrair para o mundo das duas rodas mais condutores de automóveis.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB