Marca PT deixa o cimo da sede da empresa que agora é Altice. 24 anos depois

A marca Portugal Telecom e o logotipo da PT desapareceram do cimo da sede da empresa, em Picoas, Lisboa, e vão ser substituídos pela marca da empresa francesa que controla a operadora de telecomunicações portuguesa desde junho de 2015. O processo marca o fim de uma história de quase 24 anos, que passará a ser, depois de apresentado, esta terça-feira, o sistema de marcas da empresa, a história da Altice.

O operador único nacional de telecomunicações foi criado em 1994, com a fusão dos TLP – Telefones de Lisboa e Porto, que detinha a rede e a operação nas duas maiores cidades portuguesas; com a Telecom Portugal, que era o resultado de uma cisão dos CTT e operava a rede e os serviços de telecomunicações no resto do país; e a TDP, que operava a rede de emissão do sinal de televisão.

O processo foi gerido por Luís Todo Bom, que foi secretário de Estado da Indústria e Energia no primeiro governo de Cavaco Silva. Foi administrador da Companhia Portuguesa Rádio Marconi, presidente da Telecom Portugal e, depois da fusão, o primeiro presidente da Portugal Telecom.

Sucedeu-lhe Francisco Murteira Nabo, já com António Guterres como primeiro-ministro, e é com ele que o logo PT, com as duas iniciais do nome a da empresa encimados por dois círculos surgem. Pela mão do designer Wally Olins, crendo-se que terá sido dos últimos trabalhos criativos em que participou diretamente, num trabalho em que foi criado todo um abecedário cromático que sublinhou o azul escuro e o laranja, no caso da PT, mas que se pretendia que fosse estendido a todas as subsidiárias, o que nunca chegou a acontecer.

O logo que esta semana foi retirado do cimo da sede da operadora de telecomunicações data de 2009, já com Zeinal Bava como presidente executivo da empresa. A nova cor, o azul, é um aproveitamento da imagem da operadora de telecomunicações móveis do grupo, a TMN.

 

Marca comercial é Meo

Na prática, desde que a Altice adquiriu a empresa, a marca Portugal Telecom já não era usada na nova organização. No site da PT, a primeira marca do portefólio que é referida é Altice, institucional, ndesignada como agregadora de marcas e serviços. A marca comercial por excelência é a Meo, descrita como “a marca que revolucionou o mercado das telecomunicações em Portugal. Pela primeira vez, uma operadora de voz passou a oferecer também serviços de televisão e internet, usando uma infraestrutura tecnológica revolucionária: a fibra ótica”.

Depois, são apontadas a PT Empresas – única marca que inclui a anterior designação –, a marca Sapo, apontando como estando “na linha da frente da indústria de conteúdos digitais”, e a marca Moche, para o mercado juvenil.

A reorganização que deverá ser conhecida esta terça-feira era antecipada, porque a Altice já anunciara a intenção de ter uma marca institucional global e porque, mais recentemente, foram conhecidos os resultados dos estudos que indicam as valias comerciais das marcas Meo e Sapo. A Portugal Telecom é que desaparece.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB