“Mapa do terrorismo” mostra todos os atentados deste ano. São 332 no total

O autoproclamado Estado Islâmico foi a organização terrorista que mais ataques realizou este ano, com um total de 107 ataques e 964 vítimas mortais, sobretudo na zona do Médio Oriente e Ásia Central.

Desde o início do ano registaram-se 332 ataques terroristas em todo o mundo. Em média foram quase 4 atentados por dia (3,53), que resultaram num total de 2.041 vítimas mortais. Os dados são de uma mapa interativo, resultante de uma parceria entre a Esri Story Maps e a PeaceTech Lab, que mostra por ordem cronológica onde ocorreram os ataques terroristas perpetrados durante este ano.

De acordo com os dados constantes no mapa interativo, o autoproclamado Estado Islâmico foi a organização terrorista que mais ataques realizou este ano, com um total de 107 ataques, sobretudo na zona do Médio Oriente e Ásia Central. O grupo, que durante algum tempo esteve ligado à Al-Qaeda mas foi expulso por ser demasiado radical, foi também o que causou mais mortos: 964.

Segue-se o Boko Haram, que pretende de forma repressiva implementar uma visão extremista da lei islâmica (sharia) no norte da Nigéria, foi o segundo grupo terrorista que mais atentados levou a cabo. Até agora foram contabilizados 33 da sua autoria, que culminaram na morte de 132 pessoas.

Em terceiro lugar na lista de ataques terroristas aparece o grupo fundamentalista islâmico Taliban. Os 28 ataques da sua autoria no Afeganistão resultaram em 220 vítimas mortais, mais do que as contabilizadas no Boko Haram.

A lista integra ainda o grupo militar islâmico Al-Shabaab, da Somália (com 22 ataques e 143 mortos) e o Partido dos Trabalhadores do Curdistão – PKK, que reivindica a independência do território curdo (3 ataques e 4 mortos).

De notar que a Al-Qaeda, que teve na origem da abertura da Guerra ao Terror pela Administração Bush na Casa Branca, foi um dos grupos terroristas com menos atentados levados a cabo desde o início do ano. O mapa mostra que a entidade sunita radical perpetrou 14 ataques este ano, sobretudo em África e no Médio Oriente, que vitimaram 47 pessoas. Há ainda 12 atentados que nunca chegaram a ser reivindicados por nenhuma organização terrorista.

Através deste mapa interativo, é possível ver ainda um pequeno resumo dos ataques e filtrar os resultados por data, local, grupo que reivindicou o ataque (ou que é o principal suspeito) e número de mortes. Toda a informação presente no mapa é obtida com base em informação oficial e partilhadas nas redes sociais e Internet.

PUB
PUB
PUB