“Make Love Not Walls”: Diesel lança campanha provocadora contra Trump

Marca de moda italiana criou esta campanha como forma de protesto contra a construção do muro que vai separar o México dos EUA. "Temos uma forte posição contra o ódio e queremos que o mundo saiba disso".

A Diesel lançou uma campanha publicitária apelidada de “Make Love Not Walls” (“Faça amor, não muros”) como forma de protesto ao facto do presidente norte-americano Trump querer construir uma parede que separa o México dos EUA.

“#makelovenotwalls trata de derrubar as paredes mentais e físicas que nos separam, e deixar todos os lados se unirem em nome da unidade e do amor. [A marca] Diesel quer derrubar essas paredes mostrando que um amanhã mais brilhante e emocionante é possível”, lê-se no site oficial da marca.

Anúncios provocadores não são novidade para a marca de moda italiana. Foi uma das primeiras marcas a incluir fotos de um casal gay a beijar-se, num anúncio de 1995, filmado pelo fotógrafo e diretor David LaChapelle, que também dirigiu a atual campanha.

O diretor artístico da marca, Nicola Formichetti, afirmou em comunicado: “Na Diesel, temos uma forte posição contra o ódio e mais do que nunca queremos que o mundo saiba disso”. O tanque insuflável apresentado no anúncio irá correr o mundo, começando hoje por Londres.

  • Dias

    Esta campanha é apenas bullying de quem se acha num plano mais elevado , quer ético quer intelectual mas não consegue perceber quais as razões pelas quais o Trump foi democraticamente eleito com mais de 60 milhões de votos.

  • alySSa #5

    és famoso e queres atrair as atenções? coloca-te a criticar o Trump e suas medidas. aproveitem, é moda.

  • Livro Manual Católico. Pesquisem por: “Manual Católico, formação, confirmação e convite a verdadeira conversão.” Esse livro lhes mostrará a verdade! A Igreja e Fé Católica são tradicionalistas e é a única religião verdadeira. Heréticos, cismáticos, apóstatas, pagãos e todos os seguidores de seitas e falsas religiões se convertam a verdadeira fé católica e católicos pratiquem uma fé católica tradicionalista, a qual é o único caminho de salvação para as almas. A verdadeira Igreja Católica precisa de nós e ela vai triunfar. Deus está do nosso lado! Não se enganem, o fim está próximo.

  • Filos

    Ao ver o vídeo mais me parece o Lobbie LGBT a impor-se; e excepto alguns grafites e frases em Inglês até pensaria que afinal era o MURO DO MÉXICO/GUATEMALA construído em 2014…engraçado, afinal o México também tem um muro na fronteira com a Guatemala!

    Já para não falar que o governo Mexicano, entre 2010 e 2015, subiu o número de deportações de 65.802 para 176.726 no país. Em 2016, 147 mil imigrantes ilegais foram deportados do México – mais de 90% deles vieram de países da América Central, como Guatemala, Honduras e El Salvador.
    A ideia do muro Estados Unidos/México não é nova, muito pelo contrário e curiosamente a sua construção teve início em 1994, durante o governo de Bill Clinton, ocupando já cerca de 50% da fronteira e permite entre outras coisas, mais medidas de segurança, por ex. que os imigrantes entrem pela “Porta da Frente” e não pela “Porta do Cavalo” pois estariam sujeitos inclusive a serem mortos por coiotes.

    Relembro os leitores que já existem 65 MUROS espalhados pelo mundo, por ex. na Fronteira entre a Arábia Saudita e o Iraque, na Fronteira de Espanha-Marrocos, México/Guatemala, etc. etc.
    Investiguem…estudem…não se deixem levar por informação tendenciosa e “lobbista”

  • Salteador

    Mais um bando de desocupados que quer cavalgar na onda de criticar o Trump para fazer publicidade disfarçada de acção social…