Madeira tinha 115 mil pessoas empregadas nos primeiros três meses do ano

A população empregada na Região Autónoma da Madeira situou-se em cerca de 115 mil pessoas no primeiro trimestre do ano, o que reflete um acréscimo homólogo de 1,6%, ou seja, mais 1,8 mil empregados, e um acréscimo trimestral de 0,7% (+0,7 mil empregados).

Para esta variação homóloga (+1,6%), há a salientar as seguintes ocorrências:

  • O acréscimo de 2,0% da população empregada do sexo feminino;  
  • O aumento de 25,9% da população empregada do sexo feminino dos 15 aos 24 anos e o aumento de 6,5% da população empregada dos 45 aos 64 anos;  
  • O acréscimo de 11,2% no número de pessoas com nível de escolaridade com ensino superior, o qual equivale a 22,3% da população empregada;  
  • O acréscimo da população empregada na “Construção” (+32,6%), nas “Indústrias transformadoras” (+12,7%) e na ”Agricultura, produção animal, caça floresta e pesca” (+10,6%).  
  • O aumento de 1,8% e 1,6% nos empregados a tempo parcial e completo, respetivamente;  
  • O acréscimo de 2,0% no número de pessoas a trabalhar por conta de outrem;  
  • O acréscimo de 3,4% nos contratos de trabalho sem termo.

 

No que concerne ao acréscimo trimestral da população empregada (+0,7%), este ficou a dever-se, essencialmente, ao acréscimo do emprego nos seguintes segmentos populacionais:

  • mulheres (+1,4%);
  • pessoas com idade entre os 15 e 24 anos (+15,4%);
  • pessoas com nível de escolaridade completo “secundário e pós-secundário” (+2,0);
  • pessoas empregadas no sector da “Indústria, Construção, Energia e Água” (+11,6%)
  • pessoas empregadas por conta própria como empregador (+10,9%).

 

No trimestre em análise, a taxa de emprego (15 e mais anos) fixou-se nos 52,9%, tendo aumentado 1,0% relativamente ao trimestre homólogo e 0,3% face ao trimestre anterior.

A taxa de emprego das mulheres em idade ativa (48,9%) foi inferior à dos homens (57,7%) em 8,8 por cento.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB