Macron e Le Pen empatados em nova sondagem

Mélenchon aproxima-se dos dois favoritos, seguido de perto por Fillon. As diferenças nas intenções de voto entre os quatro candidatos estão dentro da margem de erro de 3%, prevendo-se uma corrida renhida pelas duas vagas da segunda volta das eleições presidenciais em França.

É quase impossível prever quem será o vencedor das eleições presidenciais francesas, ou mesmo quem irá disputar a segunda volta, a pouco mais de uma semana do início da votação. A mais recente sondagem Ipsos-Sopra Sterna para o jornal “Le Monde”, divulgada hoje, dia 14 de abril, aponta para um empate entre o candidato centrista Emmanuel Macron e a líder da extrema-direita Marine Le Pen, ambos com 22% das intenções de voto.

Em ascensão está o candidato da extrema-esquerda Jean-Luc Mélenchon, destacado na terceira posição com 20%, à frente do conservador François Fillon que tem 19%. A margem de erro da sondagem é de 3%, pelo que as diferenças entre os quatro candidatos não são substanciais. Ou seja, tanto Mélenchon como Fillon estão muito próximos da dianteira, mantendo as suas aspirações de virem a disputar a segunda volta das eleições presidenciais, agendada para o dia 7 de Maio.

Quem parece estar fora da corrida é Benoît Hamon, o candidato do Partido Socialista que tem apenas 7,5% das intenções de voto. A confirmar-se, juntamente com a derrota de Fillon, será uma reconfiguração histórica da cena política francesa: os dois partidos do “arco da governação” (de centro-esquerda e centro-direita) excluídos de uma segunda volta disputada por candidatos dos extremos (Le Pen e Mélenchon) ou por um centrista independente, Macron.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB