Lyft une-se à Google para criar os melhores carros autómatos

União destas duas empresas pode trazer problemas à gigante Uber, que também está a trabalhar em modelos de carros de condução autónoma. Peso do Google Waymo no mercado aumenta as probabilidades de sucesso.

O Google Waymo, o projeto de autocondução da empresa, vai juntar-se à Lyft, a principal concorrente da Uber. As empresas confirmaram o acordo de desenvolvimento de projectos-piloto num relatório divulgado pelo The New York Times.

“Waymo tem a melhor tecnologia de auto-condução do mercado actual, e colaborar com eles acelerará a nossa visão compartilhada de melhorar a qualidade de vida com o melhor transporte do mundo”, disse uma porta-voz da Lyft ao Times em comunicado, ontem.

A união destas duas empresas pode trazer problemas à gigante Uber, que também está a trabalhar em modelos de carros de condução autónoma. O peso do Google Waymo no mercado, apoiado pelo já reconhecimento da sua empresa-mãe, aumentam as probabilidades de sucesso da Lyft contra a Uber.

O co-fundador da Lyft, John Zimmer, disse no ano passado que a maioria dos veículos Lyft seria autónoma dentro de cinco anos. Muitos ironizaram as suas previsões bastante ambiciosas na época, agora, pensa-se que Zimmer já pudesse ter algumas indicações relativas a este acordo.

Para piorar a situação da Uber, a companhia encontra-se actualmente bloqueada no seguimento de uma acção judicial contra Waymo, com a última a afirmar que a plataforma ‘roubou’ segredos comerciais.
A Waymo e Lyft ainda não adiantaram detalhes em relação à parceria mas, um porta-voz da Waymo comentou que a “a visão e compromisso da Lyft para melhorar a forma como as cidades se movimentam vai ajudar a tecnologia de condução autómata do Waymo a alcançar mais pessoas, em mais lugares”.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB