Juros da dívida de curto prazo dos EUA já ultrapassam os da Grécia

Apesar de as 'yields' dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos a dois anos superarem o valor da Grécia no mercado secundário de dívida, o país europeu continua em reabilitação devido à crise financeira.

O mercado obrigacionista está a mostrar cada vez mais confiança na Grécia e o país, que está prestes a sair do programa de ajuda financeira externa, atingiu um novo marco. O custo dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos a dois anos superou o valor da Grécia no mercado obrigacionista, segundo dados da agência “Bloomberg”.

As yields gregas são tão seguras como as obrigações dos EUA, pelo menos na perspetiva do preço, para o mercado obrigacionista. No entanto, com o mercado grego ainda em reabilitação, devido à crise financeira, e exposto à especulação, devido à possível renúncia do Governo grego do programa de ajuda, o custo dos crédito concedido aos gregos sobe.

Do outro lado do Atlântico, o crescimento económico dos EUA e a expetativas de inflação, têm feito subir as yields das Treasuries a curto-prazo. Os juros da dívida bechmark, ou seja, a dez anos, também avançam, tendo tocado esta terça-feira os 2,57%, um valor que não atingia desde março, numa altura em que investidores tentam perceber o rumo das subidas das taxas de juro de referência pela Reserva Federal norte-americana.



Mais notícias