Japão: Reformas económicas de Shinzo Abe são “um sucesso”, diz FMI

O número dois do FMI garante que o fundo monetário está "confortável com a posição atual da política monetária e fiscal" implementada por Shinzo Abe no Japão e afirma que a podemos considerar "como um conjunto de reformas bem sucedido".

Andrew Kelly/Reuters

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em alta as políticas económicas adotadas pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para estimular o crescimento económico e manter os números do desemprego em baixa, considerando o ‘Abenomics’ um sucesso. O Japão desfrutou nos últimos anos do crescimento sustentável mais longo da década e conseguiu reduzir o desemprego para apenas 2,8%.

Segundo avança o jornal britânico ‘Financial Times’, o número dois do FMI, David Lipton, garante que o fundo monetário está “confortável com a posição atual da política monetária e fiscal” implementada por Shinzo Abe no Japão. “O importante é que se mantenha a abordagem que foi estabelecida até agora e acompanhá-la com uma agenda estrutural e fiscal”.

Para assegurar a continuação do “sucesso” da nova estrutura da política monetária do Banco do Japão, o FMI pede a Shinzo Abe que retire os estímulos fiscais e estreite ainda mais a política monetária se os riscos para a economia se intensificarem, dado o risco de choques externos perante um consumo interno fraco.

David Lipton sublinha, no entanto, que se pode considerar “a ‘Abenomics’ como um conjunto de reformas bem sucedido e que deve continuar porque trouxe sucesso”.



Mais notícias