Saúde: Doentes vão poder ser seguidos em casa através da box da televisão

Serviços Partilhados do Ministério da Saúde querem experimentar, a partir de 2018, uma ligação direta entre a rede de saúde e os utentes, através da televisão.

Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde vão testar uma ligação direta entre utentes e a rede de saúde para estabelecer um acompanhamento mais próximo, especialmente no caso de pessoas que vivem sozinhas. As propostas serão debatidas esta terça-feira no eHealth Summit e as primeiras experiências podem acontecer já no próximo ano, como noticia o “Diário de Notícias”.

A ideia será utilizar inovações tecnológicas para aproximar os utentes dos serviços de saúde. Poderá, assim, vir a ser possível que sejam enviadas mensagens aos utentes sobre os horários da medicação ou sobre a medição da tensão, através da televisão, por exemplo. Outra opção é que o utente possa usar o comando da televisão para marcar uma consulta, em vez de ter de se deslocar ao centro de saúde.

“Temos muitas pessoas sozinhas em casa e o nosso objetivo é levar a rede de saúde à casa das pessoas e potenciar soluções digitais para que possam estar mais acompanhadas”, explicou o presidente da Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Henrique Martins, em declarações ao “DN”. “O concurso é complexo, demorará seis a nove meses, porque são empresas de grande volume. O que queremos é que as três operadoras de televisão concorram todas para terem este serviço: ligar a box da TV aos serviços de saúde e mais tarde ter um canal do Serviço Nacional de Saúde”.

PUB
PUB
PUB