Italianos descobrem que pagam “imposto sobre a sombra” há mais de 20 anos

A taxa diz respeito ao espaço público ocupado pela sombra de letreiros e telheiros das lojas.

Há leis e taxas que são implementadas e, a determinada altura, deixam de fazer sentido, mas nunca são revogadas. Foi o que aconteceu em Itália, onde a população da localidade de Conegliano percebeu que paga um imposto sobre a sombra desde 1993. Tal como o nome indica, a taxa diz respeito à sombra que letreiros e telheiros projetam na rua, segundo a Efe.

O caso veio a público quando o comerciante Bruno Allegranzi recebeu uma carta com uma dívida referente ao imposto sobre a sombra. “Não sabia do que se tratava porque já tinha pago o imposto de publicidade. Fui aos escritórios e disseram-me que a projeção dos meus letreiros ocupam solo público, fazem sombra e por isso ocupam solo público”, explicou o gerente em entrevista à agência.

Allegranzi chegou mesmo a questionar se não estaria a ser alvo de uma partida, mas é mesmo verdade. O imposto foi criado em 1993 e estende-se ao país inteiro. Depois deste caso, a Confederação Geral de Empresas (Confcommercio) começou a trabalhar para pedir a suspensão imediata da taxa, que considera “surreal”.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB