Investimento: há sete anos abaixo da linha de água

O Investimento começou a cair em 2008, mas só a partir de 2012 é que atingiu um nível tão baixo que deixou de ser sequer suficiente para repor a depreciação do capital existente.

A implicação mais imediata foi a redução do stock total de capital do país de 2012 a 2016. Os trabalhadores portugueses trabalham hoje com menos capital, o que reduz a sua produtividade e torna mais difícil os aumentos salariais.

E apesar de as projecções actuais apontaram para um crescimento do Investimento em 2017 e 2018, o aumento ainda não chega para inverter a tendência. Na Zona Euro, só a Grécia e a Letónia fazem pior. As duas foram das economias mais afectadas pela crise económica de 2009

PUB
PUB
PUB