Infarmed alerta para pulseiras e pensos repelentes de mosquitos com certificado falso

A Autoridade Nacional do Medicamento alerta para a não utilização das pulseiras e pensos repelentes de mosquito do fabricante Henan Hexin Hengda uma vez ter sido detetado no mercado europeu a existência de certificados falsos.

A Autoridade Nacional do Medicamento, numa publicação exibida no site oficial, relembra que mesmo que não tenham sido identificados em Portugal registos deste fabricante este produto pode ser adquirido noutros países, devido à livre circulação de produtos.

A autoridade do medicamento recorda ainda que “a existência destes produtos em Portugal deve ser reportada à Direção de Produtos de Saúde do Inarmed”.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB