Hermínio Loureiro e autarca de Oliveira de Azeméis detidos por suspeitas de corrupção

No total, sete pessoas foram detidas por suspeitas de corrupção ativa, no âmbito da operação "Ajuste Secreto", dirigida pelo Ministério Público de Santa Maria da Feira.

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e da Liga de Futebol Profissional, Hermínio Loureiro, e o atual presidente da mesma autarquia, Isidro Figueiredo, foram detidos esta segunda-feira por suspeitas de corrupção ativa e passiva, tráfico de influências, prevaricação e peculato, segundo informações confirmadas pela agência Lusa.

A detenção aconteceu no seguimento de 31 buscas realizadas pela Polícia Judiciária do Porto a cinco Câmaras Municipais e a cinco clubes de futebol. No total, sete pessoas foram detidas por suspeitas de corrupção ativa, no âmbito da operação “Ajuste Secreto”, dirigida pelo Ministério Público de Santa Maria da Feira.

“A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, no âmbito de inquérito titulado pelo Ministério Público – DIAP de Aveiro, Secção de Santa Maria da Feira, deteve sete pessoas pela presumível autoria de crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato e tráfico de influência”, refere a Polícia Judiciária (PJ) em comunicado.

“A investigação permitiu até ao momento a obtenção de fortes indícios da existência de relações privilegiadas entre os suspeitos que, ao longo do último ano, têm visado a realização de diversas obras em diferentes localidades, manipulando as regras de contratação pública”.

A PJ acrescenta ainda que entre os detidos, com idades compreendidas entre os 40 e os 60 anos, estão um autarca, um ex-autarca, um funcionário camarário e empresários de profissão. Os suspeitos serão presentes a primeiro interrogatório judicial à competente autoridade judiciária para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.



Mais notícias