Happy Meal sem cheeseburger? McDonald’s vai tirar calorias dos menus favoritos das crianças

Marca norte-americana quer estender opções mais saudáveis aos 120 mercados em que opera. Em Portugal, a cadeia de ‘fast food’ afirma que já cumpre com essas boas práticas.

A McDonald’s vai reformular o menu Happy Meal nos seus 120 mercados até 2020, no sentido de os tornar nutricionalmente mais aconselháveis ao jovem segmento a que é destinado – nomeadamente através da substituição de ingredientes considerados mais nocivos.

A gigante da fast food afirma que desde 2013 tem vindo a desenvolver um plano estratégico para incentivar a disponibilização de fruta, vegetais, água e produtos com baixo teor de gordura – depois de ser acusado de produzir comida que induz a obesidade.

A questão tem criado enorme polémica ao longo dos anos entre a marca de origem americana e uma série de responsáveis que assumiram uma espécie de cruzada contra os hambúrgueres e as batatas vendidas no momento – o ‘chef’ Jamie Oliver foi um deles. Mas, para lá da polémica – e de algum modo acabando por dar razão aos seus detratores, a McDonald’s decidiu alterar os menus para os mais novos vendidos no mercado norte-americano.

Assim, anunciou que vai remover o cheeseburger dos menus Happy Meal diminuir as batatas fritas do menu Mighty Meal “como parte de um novo plano global para cortar calorias e tornar a sua comida para crianças mais saudável”, segundo dizem as agências noticiosas do país.

As mudanças estabeleceram pela primeira vez limites globais para calorias, sódio, gorduras saturadas e açúcar adicionados nos menus Happy Meals, que representam cerca de 15% das vendas nos Estados Unidos. Em 2022, a McDonald’s pretende que pelo menos metade dos Happy Meals de todo o mundo contenha 600 calorias ou menos, 10% de calorias de gorduras saturadas, 650 mg de sódio e 10% de calorias de açúcares.

Melhoria do perfil em Portugal

Em Portugal, segundo fonte oficial da empresa, a McDonald’s já assumiu as melhores práticas ao nível nutricional, não indo por isso avançar com qualquer alteração. “Em Portugal, a McDonald’s tem vindo a melhorar o perfil nutricional do Happy Meal, com a introdução de novas opções, como proteína de frango como opção à proteína de vaca; alternativa de peixe; possibilidade de acompanhar com sopa, cenouras, fatias de maçãs ou outra fruta de época, em alternativa às batatas; bem como introdução de novas opções de bebidas não carbonatadas”.

“Em Portugal, a McDonald’s disponibiliza informação nutricional sobre os seus produtos desde 2006, tendo sido pioneira no setor da restauração”, refere ainda a fonte oficial, que enfatiza que a empresa em Portugal “é signatária do Código de Boas Práticas na Comunicação Comercial a Menores”.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB