Há 17 anos que os consumidores não estavam tão confiantes

Dados do INE revelam que os indicadores de confiança dos consumidores e de clima económico aumentaram no início de 2017.

A confiança dos consumidores aumentou no semestre que terminou em março para o nível mais elevado desde março de 2000. O indicador de confiança dos consumidores retomou, assim, entre setembro e março, a tendência positiva que se verificava desde o início de 2013, segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Da mesma forma, o indicador de clima económico também aumentou nos primeiros três meses do ano, depois do recuo no clima económico registado nos último trimestre de 2016. Os indicadores de confiança aumentaram na construção e obras públicas, no comércio e nos serviços, tendo estabilizado na indústria transformadora.

“A evolução do indicador de confiança dos consumidores no último mês resultou do contributo positivo de todas as componentes, perspetivas relativas à evolução da situação financeira do agregado familiar, da situação económica do país e da poupança e, de forma mais expressiva, das expectativas relativas à evolução do desemprego”, refere o relatório do INE.

Mais notícias