Greve parcial de seguranças no aeroporto não está a afetar voos

Greve parcial de cinco dias teve início na quinta-feira e será feita durante duas horas diárias, no início dos turnos.

Cristina Bernardo

A greve parcial dos trabalhadores das empresas de vigilância e segurança privada não está a afetar os voos em Lisboa e Porto.

“A greve não tem estado a afetar as operações nos aeroportos”, segundo a ANA – Aeroportos de Portugal, contactada pela Lusa, acrescentando que “não se registaram nem atrasos nem cancelamentos devido à greve”.

A greve parcial de cinco dias, iniciou-se na quinta-feira e será feita durante duas horas diárias, no início dos turnos.

Os trabalhadores reivindicam que a empresa aceite rever os salários, congelados desde 2011 e regularem os horários dos trabalhadores.

A Associação de Empresas de Segurança, por seu lado, lamentou a greve parcial e afirmou que as propostas do sindicato mostram-se “seriamente comprometedoras da sustentabilidade financeira das empresas”, ao implicarem um “incremento direto de custos superior a 30%, ameaçando, com isso, a destruição definitiva de emprego neste setor”.





Mais notícias