Governo Regional apresenta voto de protesto contra TAP

O voto de protesto do Governo Regional é provocado pela política de preços praticada pela TAP na ligação aérea entre a Madeira e o continente que penaliza fortemente os residentes na Região.

O Governo Regional vai apresentar um voto de protesto contra a TAP, no dia de hoje, devido aos preços praticados pela companhia aérea na ligação entra a Madeira e o continente.

O secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus afirma que esta posição surge devido a “uma política de preços que tem vindo a ser assumida e praticada, pela referida companhia aérea, sem qualquer justificação ou critério, penalizando, fortemente, os residentes”.

Eduardo Jesus revela incompreensão perante os preços praticados pela TAP numa atitude que considera “abusiva e altamente lesiva para todos os residentes na Região” criticando que perante a maior procura pela rota Madeira-continente não haja por parte da companhia aérea “disponibilização de mais lugares e, com isso, se consigam esbater os preços”.

O secretário regional com a tutela dos transportes diz ainda que a TAP “descrimina a Madeira relativamente aos Açores” referindo que os preços praticados para essa Região Autónoma “são sempre 40% mais baixos – ou mais – do que aqueles que se praticam para a Madeira”.

Eduardo Jesus alerta que este protesto vai ser levado “até às últimas consequências”.



Mais notícias