Governo cria bolsa de inspetores veterinários

Bolsa será constituída por veterinários voluntários que assumirão a qualidade de veterinários oficiais e irão proceder à inspeção sanitária durante fins-de-semana e feriados, em estabelecimentos de abate e preparação de carnes destinadas ao consumo.

O Governo criou uma bolsa de inspetores veterinários com o objetivo de assegurar o funcionamento da inspeção veterinária oficial nos matadouros sem interrupções, dando assim cumprimento ao programa, na área da sanidade animal.

De acordo com o despacho já publicado, esta bolsa será constituída por veterinários voluntários que assumirão a qualidade de veterinários oficiais e irão proceder à inspeção sanitária durante fins-de-semana e feriados, em estabelecimentos de abate e preparação de carnes destinadas ao consumo.

Segundo o Executivo, a realização deste controlo “é condição indispensável para o funcionamento destes estabelecimentos”.

Com esta medida, o Governo dá conta que vai assegurar a existência de um serviço complementar, que, diz,”dê resposta a aumentos episódicos e súbitos de laboração nos matadouros, uma vez que o abastecimento do mercado com carnes de animais abatidos em Portugal é influenciado pela sazonalidade, por oportunidades de negócio e dinâmicas comerciais que não obedecem a ciclos de produção regulares ou planificáveis”.

Estas necessidades pontuais têm sido asseguradas em regime de exceção pela própria Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), que não dispõe de um corpo de inspetores oficiais específico para estas situações.

A bolsa é de acesso público, estando aberta à manifestação de interesse por parte de todas as pessoas habilitadas para o exercício da função, excluindo, no entanto, as que detém uma relação jurídica de emprego público. As inscrições podem ser feitas através de formulários específicos disponíveis no site da DGAV.






Mais notícias