Governo aponta antigo administrador da Groundforce como líder da CP

Carlos Gomes Nogueira, ex-administrador na Groundfource, foi recomendado pelo Governo para ocupar o lugar de Manuel Queiró no Conselho de Administração da empresa portuguesa de transporte ferroviário.

Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O Gabinete do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas publicou, esta segunda-feira, uma nota esclarecendo que “o Governo solicitou à Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) os necessários pareceres com vista à nomeação do Conselho de Administração da CP para o mandato 2017-2020”.

Desta forma, o Governo sugeriu Carlos Gomes Nogueira como substituto de Manuel Queiró, presidente do Conselho de Administração da CP, e ainda Sérgio Abrantes Machado e Ana dos Santos Malhó, como vogais.

Carlos Gomes Nogueira, licenciado em Gestão, foi até agora administrador executivo da Europartners. Entre 2011 e 2014, desempenhou funções executivas na Groundforce, fundou e liderou a Confederação do Turismo Português e pertenceu também ao Conselho Diretivo do ISCTE.

Sérgio Abrantes Machado, licenciado em Engenharia Eletrotécnica, é diretor-geral da Empresa de Manutenção e Equipamento Ferroviário (EMEF), na qual também integrou o Conselho de Administrações. Machado desempenhou ainda diversas funções na companhia TAP.

Ana dos Santos Malhó, licenciada em Administração e Gestão de Empresas, integrava o Conselho Diretivo da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), há já quatro anos. Foi também vogal do Conselho Fiscal da CP Carga e diretora financeira da CP.

Conforme o documento, “o desenvolvimento de uma política que contribua para a coesão territorial do país, a renovação estratégica do material circulante e a reestruturação orgânica da empresa” serão as prioridades do novo Conselho de Administração da empresa portuguesa de transporte ferroviário.



Mais notícias