Fuga ao fisco: Finanças espanholas ultimam queixa contra Ronaldo

Segundo a investigação do Football Leaks, divulgada na imprensa espanhola, a vedeta portuguesa desviou 150 milhões dos seus direitos através de paraísos fiscais.

REUTERS/Andrea Comas

A Autoridade Tributária espanhola está a finalizar a preparação de uma denúncia contra Cristiano Ronaldo, no âmbito de alegados casos de fraude fiscal de 2011, a prescreverem no final do mês de junho. De acordo com a investigação do Football Leaks, publicada no diário espanhol “El Mundo”, a vedeta portuguesa desviou 150 milhões dos seus direitos através de paraísos fiscais.

O El Confidencial relata que, segundo fontes próximas, uma vez que as possíveis fraudes fiscais estão perto de prescrever, a denúncia deve chegar em breve ao Escritório de Crimes Económicos de Madrid.

Apesar de Ronaldo ter negado qualquer fuga ao fisco, um porta-voz do jogador esclareceu por email, ao jornal espanhol, que “a Agência Tributária espanhola tem critérias diferentes” relativamente aos direitos de imagem. Face à lei Beckham, o mesmo porta-voz frisou, ainda, que o jogador português “só estava obrigado a pagar pela receita conseguida em Espanha e não pela totalidade mundial” não existindo “qualquer intenção de fraude”.

Recorde-se que Fábio Coentrão, Falcao, Di María, Ricardo Carvalho e os jogadores que pertencem ou já pertenceram ao Barcelona, como Messi, Mascherano, Alexis Sánchez, Eto’o e Adriano Correia, já haviam sido igualmente acusados dos mesmo tipo de crimes.

PUB
PUB
PUB