Fitch: economia global deverá passar imune à volatilidade nos mercados

A agência de notação financeira considera que, com perspetivas de um crescimento económico global sólido em 2018, a balança de riscos relacionados com a subida dos preços está a mudar.

Reinhard Krause/Reuters

Os riscos relacionados com a aceleração da inflação e consequentes implicações para a política monetária estão a ganhar terreno este ano nos mercados, segundo uma atualização do Relatório Económico Global da Fitch. A agência de notação financeira considera, no entanto, que a volatilidade dos mercados financeiros não deverá afetar as perspetivas de crescimento económico robusto em 2018.

O crescimento da economia global cresceu mais depressa do que a Fitch esperava no ano passado, apoiado pelo aumento no investimento, comércio global, condições financeiras abrangentes e políticas orçamentais pró-cíclicas.

“A folga económica está a diminuir rapidamente e, contra um cenário de recuperação económica ainda mais forte que esperávamos, as preocupações do mercado com inflação e ajustamentos de política monetária futuros estão a aumentar”, explicou o economista-chefe da Fitch, Brian Coulton.

“Isto resultou numa subida nas yields das Obrigações globais e significativa volatilidade no mercado de ações, mas nós vemos isto principalmente como uma correção face a uma visão demasiado sanguínea sobre o outlook dos juros nos EUA, em vez de um sinal de uma ameaça séria de uma desaceleração profunda da economia”, acrescentou.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB