FENPROF já saiu do Ministério da Educação. Greve de professores mantém-se

Tal como estava previsto, a greve de professores marcada para esta quarta-feira, dia 15 de novembro, mantém-se. Isso mesmo reafirmou Mário Nogueira perto das 19h00 à saída de uma reunião no Ministério da Educação.

Foto cedida

A grande mobilização dos professores prevista para amanhã obrigou o Governo a marcar reuniões de última hora com os sindicatos, porém nada de conclusivo saiu, pelo menos, da primeira reunião havida com a FENPROF, primeira estrutura sindical a ser recebida esta tarde pela Secretária de Estado Adjunta e da Educação e pela Secretária de Estado da Administração e Emprego Público.

À saída da reunião, Mário Nogueira, o secretário-geral, reafirmou: “a Greve mantém-se”.

A Frente Sindical de Docentes, constituída pelos sindicatos de professores ASPL, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPPEB, SIPE e SPLIU é recebida pelas 22h00 pela equipa ministerial.

Os professores vão estar em greve “pelo descongelamento justo das progressões, recuperação dos anos de congelamento e contagem integral do tempo de serviço prestado pelos docentes”.

 

 

 





Mais notícias