Exames nacionais: Médias sobem a Português e Matemática

A pior classificação média registou-se a Física e Química, que desceu de 11,1 para 9,9, numa escala de 0 a 20 valores.

Já são conhecidos os resultados da primeira fase dos exames finais do ensino secundário. As pautas afixadas esta quinta-feira nas escolas de norte a sul do país revelam uma subida nas médias de Português, Matemática A e Biologia. A pior classificação média registou-se a Física e Química, que desceu de 11,1 para 9,9, numa escala de 0 a 20 valores.

No exame de Português, que ficou marcado pela alegada fuga de informação sobre os conteúdos da prova, a média dos alunos internos subiu 3 décimas para os 11,1 valores. O mesmo aconteceu com Matemática A, que em comparação com o ano passado, subiu também 3 décimas para ao 11,5 valores. O exame de Biologia e Geologia acompanhou também a tendência de melhoria, subido de 10,1 para os 10,3.

A média do exame de Física e Química foi a que registou a maior descida de 12 décimas, ficando abaixo dos 10 valores. Também em História da Cultura e das Artes, o aproveitamento dos alunos ficou aquém do de 2016, assim com a Geografia, Matemática Aplicadas às Ciências Sociais (MACS), Inglês e Biologia.

Em termos percentuais, na disciplina de Português houve 30% de reprovações, menos 20 por cento do que no ano passado, enquanto em Matemática A, as negativas diminui de 76% para 72% em comparação com o ano passado.

Este ano foram feitos 332.340 exames (92,4% das inscrições), mais 2500 do que no ano passado.



Mais notícias