Ex-CEO do Citigroup diz que 30% dos empregos nos bancos vão desaparecer em cinco anos

Vikram Pandit considera que os postos de trabalho nas entidades bancárias não vão ser os mesmos daqui a cinco anos, na sequência dos desenvolvimentos na inteligência artificial e na robótica.

O antigo presidente executivo do Citigroup Vikram Pandit acredita que 30% dos empregos nos bancos vão desaparecer, nos próximos cinco anos, em resultado dos desenvolvimentos tecnológicos. Numa entrevista à Bloomberg TV, o ex-CEO disse que “tudo o que acontece com inteligência artificial, robótica e linguagem natural vai facilitar o processo”.

Vikram Pandit, atual diretor executivo da Orogen Group, considera que todos esses mecanismos vão alterar o sistema dos bancos e que a inteligência artificial e a robótica reduzem a necessidade de funcionários nos balcões.

As declarações, divulgadas esta quarta-feira, foram dadas pelo antigo dirigente do Citigroup em Singapura e vão ao encontro das previsões do banco que dirigiu, entre 2007 e 2012, no que diz respeito à quebra no número de funcionários. Contudo, o período de tempo no qual Vikram Pandit prevê que ocorram as transformações é menor – e mais ‘assustador’.

Segundo um relatório do Citigroup de março do ano passado, conforme assinala a mesma agência, a redução de empregos seria também de 30%, mas entre 2015 e 2025, principalmente devido à automação na banca de retalho. Nessa ótica, 770 mil empregos em regime de full time iriam cair nos Estados Unidos da América e cerca de 1 milhão na Europa.





Mais notícias