Ex-banqueiro João Rendeiro não tem dinheiro para pagar multas

O património de João Rendeiro está arrestado e que, por essa razão, não pode desbloquear os bens e recorrer a fundos para pagar as multas de 1,5 milhões de euros ao Banco de Portugal e mais um milhão à CMVM.

O ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro não tem dinheiro para pagar as multas de 2,5 milhões de euros ao Banco de Portugal (BdP) e à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A situação foi confirmada pela advogada do ex-banqueiro que indica que o património de João Rendeiro está arrestado e que, por essa razão, não pode desbloquear os bens e recorrer a fundos para pagar o que deve.

“O património está arrestado há mais de oito anos e é natural que essa seja a razão para o não pagamento das coimas”, confirma, ao jornal ‘Correio da Manhã’, a advogada de João Rendeiro, Rita Fonseca. “Até os bens serem desbloqueados, não há fundos para fazer pagamentos”.

João Rendeiro já tinha declarado, diante do Tribunal da Concorrência e Supervisão de Santarém, não ter condições financeiras para efetuar o pagamento das coimas. O ex-presidente do BPP deve 1,5 milhões de euros ao Banco de Portugal e mais um milhão à CMVM. No entanto, a advogada Rita Fonseca garante ao ‘CM’ que “as taxas de justiça e os custos relacionados com os processos do BdP e da CMVM foram pagos”.



Mais notícias