Centeno e o Eurogrupo: Objetivo “é obviamente ganhar”, se possível à primeira volta

A vitória folgada de Centeno é o cenário mais provável, salvo alguma movimentação ou surpresa de última hora. O presidente do Eurogrupo é eleito por maioria simples dos respetivos membros (que atualmente são 19) para um mandato de dois anos e meio.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou à entrada para a reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, que o objetivo para a eleição de hoje do novo presidente “é obviamente ganhar”, e se possível à primeira volta.

“O objetivo em qualquer eleição em que nos colocamos é obviamente ganhar. Fizemos o que tínhamos que fazer dentro do grupo dos países com governos sociais-democratas (socialistas), depois conversando de forma muito aberta com os outros grupos políticos”, afirmou aos jornalistas, à chegada à reunião.

Questionado sobre se conta triunfar logo na primeira volta da votação, sorriu, admitiu que “seria um bom resultado”, e comentou que “qualquer candidato que seja eleito à primeira volta num processo destes tem obviamente uma posição se calhar reforçada”.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB