EUA pede ajuda à China para “moderar” Coreia do Norte

Após o disparo de um novo tiro de míssil da Coreia do Norte, o secretário de Estado norte-americano realçou os perigos do programa nuclear norte-coreano numa reunião com homólogo chinês Wang Yi.

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, pediu esta sexta-feira a Pequim ajuda para “moderar a atitude desestabilizadora da Coreia do Norte”, noticia a Lusa.

Após o disparo de um novo tiro de míssil da Coreia do Norte, o secretário de Estado norte-americano realçou os perigos do programa nuclear norte-coreano numa reunião com homólogo chinês Wang Yi. à margem de uma reunião do G20, na Alemanha.

Desde que Donald Trump foi eleito, este foi o primeiro encontro as autoridades norte-americanas e chinesas e “discutiram os esforços para fazer avançar a cooperação bilateral”, bem como “abordaram pontos de divergência num espírito construtivo”, salientou o porta-voz do secretário de estado norte-americano.

“As duas partes discutiram a necessidade de criar condições justas para o comércio e os investimentos”, disse o porta-voz de Tillerson, citado pela Lusa.



Mais notícias