Travel ban: EUA endurecem regras para concessão de vistos

Países que não cumpram este novo protocolo, ou que o façam 50 dias depois, vão enfrentar várias sanções. Administração de Trump justifica esta etapa como uma "medida de proteção."

Os EUA ocupam, este ano, a 1ª posição, subindo três lugares.

A administração interna norte-americana vai exigir que todas os países forneçam dados “extensivos” sobre as pessoas que requerem vistos para os Estados Unidos, “para que seja possível determinar com melhor precisão uma possível ameaça terrorista”, de acordo com um documento a que a Reuters teve acesso.

Os países que não cumpram este novo protocolo ou que tomem medidas para fazê-lo apenas 50 dias depois podem enfrentar sanções.

A mensagem enviada a todos os postos diplomáticos dos EUA, na quarta-feira, é um resumo de uma revisão mundial dos procedimentos de verificação, que foram exigidos pelo pedido executivo do presidente norte-americano, Donald Trump, referente a 6 de março, que proibiu temporariamente a viagem de cidadãos provenientes de sete países de origem muçulmana.

Os EUA vão ordenar que as nações forneçam “qualquer informação de identidade” solicitada por Washington, incluindo detalhes biométricos ou biográficos, assim como o registo criminal.

“Esta é a primeira vez que o governo dos EUA está a estabelecer padrões para a informação exigida a todos os países”, escreve o documento.

Este protocolo integra uma série de etapas elaboradas pela administração de Trump, para “proteger os Estados Unidos de ataques terroristas”.

 




Mais notícias
PUB
PUB
PUB