ERC adia decisão sobre venda da TVI à Altice para a próxima terça-feira

Segundo o Jornal Económico sabe, a ERC conta pronunciar-se sobre a compra da Media Capital pela Altice através da MEO, na próxima terça-feira dia 17 de outubro; o que significa que a Concorrência aceitou o adiamento pedido pela ERC. Carlos Magno vai encontrar-se com reguladores francês e espanhol em Viena.

A ERC pediu à Autoridade da Concorrência (AdC) o alargamento do prazo para emissão de um parecer sobre o negócio da compra da Media Capital pela Altice, por mais cinco dias dias úteis, confirmou o Jornal Económico junto do regulador. A última palavra sobre o prolongamento do tempo pertence no entanto à Autoridade da Concorrência (AdC).

Carlos Magno, presidente da ERC, não adianta detalhes dos motivos do adiamento, mas diz que “este tempo pedido é necessário”. Isto numa altura em que se prepara para deslocar a Viena de Áustria para uma reunião com reguladores europeus, incluindo o regulador francês e o regulador espanhol, que regem a Altice e a Prisa, respetivamente, soube o Jornal Económico.

A ERC conta pronunciar-se sobre a compra da Media Capital pela Altice através da MEO, na próxima terça-feira dia 17 de outubro, referem as nossas fontes. O que significa que a Concorrência aceitou o adiamento pedido pela ERC.

O prazo inicial acabava esta terça-feira, mas a compra da Media Capital pela Altice, um negócio avaliado em 440 milhões de euros, tem ainda de esperar uma semana.

O regulador dos media tem nas mãos o poder de definir o desfecho deste negócio, mas, para isso acontecer, o parecer tem de ser aprovado por unanimidade, o que está longe de ser certo que aconteça.

Segundo avançou domingo Luís Marques Mendes, no seu habitual comentário na SIC, o parecer técnico da ERC será desfavorável ao negócio, mas falta saber a posição dos três membros do conselho regulador da ERC, nomeadamente a posição de Carlos Magno.

 





Mais notícias