Em Portugal apenas 0,8% do PIB são para Cultura, Entretenimento e Religião, diz Eurostat

Os últimos dados do Eurostat revelam que Portugal investe 0,8% do PIB em Cultura, Entretenimento e Religião, um valor ligeiramente abaixo da média europeia, que se situa nos 1%.

Em 2015, os 28 Estados-membros da União Europeia (UE) investiram perto de 153 mil milhões de euros em Cultura, Entretenimento e Religião, de acordo com os mais recentes dados do Eurostat. Este valor equivale a 1% do PIB da UE, mas é bastante menos do que foi gasto em outras funções do Estado, como a Proteção Social (19,2% do PIB europeu), Saúde (7,2%) ou mesmo Defesa (1,4%).

Em Portugal, que fica aquém da média europeia, os montantes despendidos, em 2015, pelo Estado em Cultura, Entretenimento e Religião equivalem a 0,8% do PIB. Este valor é o dobro do que é investido na proteção ambiental (0,4%) e fica muito aquém do que é aplicado na Proteção Social (1,3%). Dos dados disponibilizados pelo Eurostat é possível concluir ainda que os Serviços Públicos consomem 8,1% do PIB, enquanto a Saúde recebe 6,2% e a Educação 6%. Nos Assuntos Económicos são investidos 5,1% dos PIB, ao passo que a Segurança e Ordem Pública recebe apenas 2,1% do PIB, mais um ponto percentual que a Defesa.

No espaço europeu, quem mais gasta neste particular é a Hungria, com 2,1%, seguida da Estónia, com 2%. No outro lado do espetro está a Irlanda, com 0,6%, e o trio Grécia, Itália e Reino Unido, todos com 0,7% do PIB investido neste particular.

Se os montantes envolvidos forem vistos à luz do número de habitantes do país, o resultado difere, com o Luxemburgo a gastar 1.068 euros por cada habitante com Cultura, Entretenimento e Religião e a Dinamarca a despender 843 euros. Neste particular, o gasto de Portugal neste particular é de 130 euros por cada habitante, menos de metade da média europeia, que se situou em 299 euros por habitante.





Mais notícias